• Home »
  • News »
  • Tudo sobre o Android Q: data de lançamento, funções e notícias

Tudo sobre o Android Q: data de lançamento, funções e notícias

Levando em consideração a tradição do Google de denominar o sistema operacional Android usando nomes de sobremesas, a próxima versão terá que começar obrigatoriamente pela letra “Q”. E, como já estamos chegando muito próximos do anúncio da versão beta do SO para desenvolvedores, já sabemos algumas das funções e recursos que podemos esperar ver no Android Q.

Android Q: data de lançamento

O Google realiza pelo menos duas etapas antes do lançamento oficial de uma grande atualização do Android. No primeiro estágio, a empresa libera uma versão prévia para desenvolvedores, a qual serve para incentivar a comunidade a ajudar no desenvolvimento do novo software, bem como encontrar erros e adicionar recursos de forma mais eficiente.

De acordo com os último rumores, o anúncio da versão de testes está prestes a acontecer. No início desta semana, falava-se sobre o lançamento do Android Q para o dia 11 de março, porém, mais tarde, outra notícia apontou o dia 13 de março com sendo o início dos testes da versão beta. Porém, até o momento, nada foi confirmado no site oficial do Android.

Já o segundo estágio, se refere à compilação final da versão. Assim como nos anos anteriores, teremos o anúncio de alguns recursos consolidados através dos testes beta durante o Google I/O 2019, que acontece de 7 a 9 de maio. Contudo, o lançamento oficial do Android Q deverá ocorrer apenas em agosto, como aconteceu com o Android 9 Pie.

Android Q: nome e numeração

Como disse acima, o Google utiliza o nome de sobremesas para se referir às versões do sistema operacional Android. Contudo, o nome do novo SO é revelado praticamente com o lançamento oficial da versão. Por isso, ainda não sabemos como o Android Q se chamará. Será que “Quindin” seria um bom nome?

Reprodução

Além disso, temos também a numeração da versão que, dada a evolução do sistema, deverá ser Android 10.

Android Q: 10 funções e novidades

#1 Privacidade

Uma das principais novidades da próxima versão do SO do Google está relacionada à privacidade, pois teremos uma renovação dos controles de permissão no Android Q, com um recurso que informará quando um aplicativo está sendo usado sem a permissão do usuário. A partir das configurações do sistemas, ficará mais fácil encontrar a lista de apps com e sem permissão de uso.

Outra novidade é o recurso de exibição detalhada de permissões, que possibilitará identificar o que os aplicativos estão fazendo com essas permissões. Já a concessão de licenças, oferecerá ao usuário a possibilidade de acesso a sua localização apenas quando o aplicativo estiver em uso. Essa novidade ajuda a evitar o rastreio da localização em segundo plano.

Reprodução

Por fim, uma das funções mais interessantes do Android Q em relação à privacidade é que, pela primeira vez, a barra de status vai ser usada para alertar os usuários quando um aplicativo usar uma permissão confidencial, como a câmera, o microfone ou a localização. Assim, se um app começar a usar a câmera, por exemplo, um ícone da câmera vai aparecer na barra de status, ao lado do ícone de bateria. Além disso, o sistema mostrará uma notificação para acessar rapidamente as configurações de permissão do aplicativo.

#2 Modo Escuro para todo o sistema

De acordo com uma publicação do XDA-Developers, o Google incluiu um botão para ativar o modo escuro dentro das configurações de tela do sistema. Isso vai, finalmente, permitir usar o modo escuro em todo o sistema operacional pela primeira vez. A própria Samsung já permite isso e o Android puro ainda não.

#3 Modo desktop

Além da samsung ter chegado na frente quando o assunto é o modo noturno de todo o sistema operacional, também oferece o Modo Desktop para o Dex, que ajusta a interface do celular para que se comporte como um computador. Agora, no Android Q, o Google vai introduzir duas opções para os desenvolvedores: o “Force Desktop Mode” (Forçar Modo Desktop) e “Force Experimental Desktop Mode on Secondary Displays” (Forçar Modo Desktop Experimental em Telas Secundárias).

Assim, espera-se que seja possível o suporte nativo para esse tipo de interface híbrida no Android a partir da próxima versão do sistema.

#4 Retornar a versão anterior de um aplicativo

Também de acordo com o pessoal do XDA-Developers, algumas sequências do código da versão Alpha do Android Q fazem referência à possibilidade de remover uma instalação de um aplicativo para voltar à versão anterior do mesmo, o que pode ser útil para quando um update causar problemas. Isso é especialmente comum para pessoas que têm o hábito de rodar versões beta de aplicativos.

Atualmente, o Android até conta com uma função que permite desinstalar atualizações de aplicativos, mas esse recurso é restrito. Isso só pode ser feito com apps pré-instalados no sistema operacional, e a medida ainda é temporária, porque o Google Play confere se há novas atualizações e pode instalá-las havendo permissão para tanto.

#5 Operadoras poderão bloquear cartões SIM de concorrentes

Essa decisão parece bastante controversa, mas o Android Q poderá dar às operadoras novas formas de bloquear os cartões SIM das concorrentes. A medida incluiria até mesmo os aparelhos com entrada para dois cartões.

A informação foi divulgada pelo canal Android Police, que afirmou que as entradas no código do novo software mostram que um sistema na qual as operadoras podem especificar quais companhias são permitidas e quais serão bloqueados em determinados aparelhos.

A mesma regra também valeria para os celulares com entrada para dois chips. Lembrando que, no Android 9 Pie, as operadoras podem apenas criar restrições gerais e simultâneas para as duas entradas dos cartões SIM. Já na versão Q, seria possível definir condições específicas para cada gaveta SIM do celular. Isso poderia fazer com que o uso de uma concorrente no chip 2 só fosse possível com o uso da operadora original na primeira entrada.

#6 Reconhecimento facial nativo do sistema

Hoje, as fabricantes que utilizam o sistema operacional Android precisam desenvolver as próprias tecnologias de reconhecimento facial caso queiram utilizar tal camada de segurança. Contudo, o Android Q deverá mudar isso.

De acordo com uma entrada no código da nova versão, vazado há algumas semanas, temos a sugestão de que o suporte nativo para o hardware de reconhecimento facial está a caminho. Isso significa que, além do desbloqueio do aparelho através da leitura do rosto, a função poderá ser usada para realizar pagamentos e desbloqueio de aplicativos sensíveis, por exemplo.

#7 Remoção do botão “voltar”

O botão “voltar” no Android pode ser totalmente substituído por um gesto a partir do botão da home no Android Q. Em um vídeo feito pela XDA-Developers, podemos observar como essa nova funcionalidade poderá ser usada:

Lembrando que no Android 9 Pie já acontece algo semelhante, não há botão de voltar, ele só aparece quando necessário. O único item presente na tela o tempo todo é um botão central, na forma de uma “pílula”, para que o usuário volte para a tela inicial do aparelho.

Desta forma, para abrir o multitarefa, deve-se deslizar para cima, ou para os lados pressionando a barra de navegação. Outros dispositivos com Android 9 ainda possuem os tradicionais três botões de controle.

#8 Atalho para informações de emergência

O Android Q vai tornar mais fácil o acesso às informações de emergência do smartphone. Espera-se que, ao pressionar longamente o botão para ligar e desligar o aparelho, teremos um atalho para as informações de emergência do usuário do dispositivo. Assim, caso tais dados tenham sido configurados, será possível ver rapidamente informações como contato de emergência, alergias ou mesmo o tipo sanguíneo da pessoa.

Reprodução

#9 Gravação de tela nativa

Espera-se que a função “gravar tela” do dispositivo chegue ao Android Q. Indícios da adição do recurso foram encontrados nas “Opções do Desenvolvedor” e mostram que, ao pressionar os botões de captura de tela longamente, a função “gravar tela” estará disponível.

Reprodução

#10 Integração do Bem-estar Digital ao navegador Chrome

Durante o MWC 2019, o Google deu muita importância ao recurso Bem-estar Digital e, com certeza, podemos esperar ver novidades para a função chegando junto com o Android Q. Usando o Bem-estar Digital, é possível limitar o uso de aplicativos específicos, tornar o smartphone menos atraente para o uso, restringir alguns serviços e mais. Porém, até hoje, se podia burlar o serviço, visto que este se restringia a atuar apenas à nível do sistema operacional.

Contudo, segundo o canal 9to5Google, a próxima versão do Android trará a integração do Bem-estar Digital ao Google Chrome. Ao que parece, o recurso está sendo desenvolvido há dois meses e responde pelo codinome “Chromeshine”. Com isso, seria possível também restringir não apenas determinados aplicativos, mas também sites. Vale lembrar, no entanto, que o serviço não rastreará nada no modo de navegação anônima.

Reprodução

Essas são as 10 funções mais relevantes do Android Q vazadas até o momento. Como estamos falando de um sistema operacional em estágio de desenvolvimento, tenha em mente que, talez, alguns destes recursos não cheguem à versão final liberada pelo Google, em agosto.
 
E aí, o que mais você espera ver no Android Q?

Source: OlharDigital – Tudo sobre o Android Q: data de lançamento, funções e notícias

Share Button